O milagre do Corpo e Sangue de Cristo na Eucaristia

Os milagres eucarísticos são todos realizados para comprovar a verdade da doutrina cristã. Trata-se, sem dúvida, de um milagre típico deste tempo em que vivemos — o tempo da Igreja, da economia sacramental, salvífica —, mas seu fundamento está nas próprias palavras do Senhor: "A minha carne é verdadeira comida e o meu sangue, verdadeira bebida" (Jo 6, 55). Quando instituiu a Eucaristia, Cristo não queria fazer uma mera refeição, ou instaurar um memorial simbólico: Ele não disse, ao tomar o pão, "isto representa o meu corpo", mas "isto é o meu corpo"; nem sugeriu, ao tomar o vinho, que aquele líquido lembraria o Seu sangue, mas afirmou solenemente: "este é o cálice do meu sangue" (cfr. Mt 26, 26-29).

O Testamento de Cristo é forte e pode parecer até excessivo. — Crer que Ele foi concebido de uma Virgem, e que ressuscitou dos mortos, é até "tolerável"; mas que Se faça presente, todos os dias, num pedaço de pão e num pouco de vinho? — Naturalmente, esse "escândalo" não foi diferen-te em outros tempos. Muitas vezes, pessoas dentro da própria Igreja foram tentadas a perguntar ao Senhor: "Isto é muito duro. Quem o pode suportar?" (cfr. Jo 6, 60). É por isso que Deus operou e continua a operar inúmeros milagres eucarísticos, para mostrar aos homens que Ele é fiel às suas palavras, e que o sacramento da Comunhão não é um faz de conta, mas a Sua presença viva e real, nos altares do mundo inteiro.

Vejamos alguns dos muitos milagres Eucarísticos comprovados:

lanciano italiaLanciano - Itália
Aproximadamente ano 700

Este milagre aconteceu no Mosteiro de S. Legoziano, dos monges de São Basílio. Foi submetido à análise científica dos Drs. Odoardo Linoli, Chefe de Serviço dos Hospitais Reunidos de Aresto e livre docente de anatomia e histologia patológica e de química e microscopia clínica; Dr. Ruggero Bertelli, prof. Emérito de anatomia humana normal na universidade de Sena. Resultados apresentados no Relatório de 4 de março de 1971:

  1.  A carne é verdadeira carne.
  2.  O sangue é verdadeiro sangue.
  3.  A carne é do tecido muscular do coração (miocárdio, endocárdio, nervo vago).
  4.  A carne e o sangue são do mesmo tipo AB e pertencem à espécie humana. Obs: é o mesmo tipo de sangue encontrado no Sudário de Turim.
  5.  Trata-se de carne e sangue de uma pessoa viva, pois que esse sangue é o mesmo que tivesse sido retirado, naquele mesmo dia de um ser vivo.
  6.  No sangue foram encontrados, além das proteínas normais, os seguintes minerais: cloretos, fósforos, magnésio, potássio, sódio e cálcio.
  7.  A conservação da Carne e do Sangue, deixados em estado natural por 12 séculos e expostos à ação de agentes atmosféricos e biológicos, permanece um fenômeno extraordinário.

Disseram os cientistas aos frades: "E o Verbo se fez Carne!"

orvieto italiabolsena italiaOrvieto – Bolsena – Itália
Ano de 1263

Jesus tinha pedido à Beata Juliana de Cornillon (?1258) a introdução da festa de "Corpus Domini" no calendário litúrgico da Igreja. O Pe. Pedro de Praga, da Boêmia, celebra uma Missa na cripta de Santa Cristina, em Bolsena, e então ocorre o milagre: da hóstia consagrada caem gotas de sangue sobre o corporal... O Papa Urbano IV (1262-1264) residia em Orvieto e ordena ao Bispo Giacomo levar as relíquias de Bolsena a Orvieto. O Papa emitiu a Bula Transiturus de mundo em 11/08/1264, onde prescreveu que na quinta-feira após a oitava de Pentecostes seja celebrada a festa em honra do Corpo do Senhor. São Tomás de Aquino foi encarregado pelo Papa para compor o Ofício da celebração. Em 1290 foi construída a Catedral de Orvieto, chamada de "Lírio das Catedrais".

ferraraFerrara
28 de março de 1171

Aconteceu este milagre na Basílica de Santa Maria in Vado. Propagava-se com perigo a heresia de Berengário de Tours, que negava a Eucaristia. Pe. Pedro de Verona, com três sacerdotes celebravam a Missa de Páscoa; a Hóstia se transformou em carne, saiu sangue que atingiu o altar, cujas marcas são visíveis ainda hoje. Documentos: Breve do Cardeal Migliatori (1404). – Bula de Eugênio IV(1442), encontrada em Roma em 1975. Em Londres, em 1981, foi encontrado um documento de 1197 narrando o fato.

 

 

sena italiaSena - Itália
Ano de 1330

Um sacerdote colocou indevidamente uma Hóstia dentro do seu Breviário para levá-la a um enfermo grave. A Hóstia se liquefez em sangue e molhou as páginas do Livro. Essas páginas são veneradas em Cássia, na Basílica de Santa Rita de Cássia, como "Corpus Domini".

 

 

 

offida italiaOffida - Itália
Ano de 1273

Ricciarella Stasio – devota imprudente, realizava práticas supersticiosas com a Eucaristia; esta se transforma em carne e sangue numa dessas sessões. Foram entregues ao pe. Giacomo Diattollevi – conservadas até hoje. Há muitos testemunhos históricos.

turim italiaTurim - Itália
Ano de 1453

A igreja e o sacrário da Catedral de Milão foram saqueados e o ostensório de prata foi roubado, colocado em uma carruagem e levado a Turim. Ali o cavalo parou diante da igreja de São Silvestre, o ostensório caiu no chão e a hóstia ficou pairando no ar, com grande esplendor, como o Sol. Em seguida a hóstia desceu para dentro do cálice que o bispo Ludovico Romagnano segurava.

 

 

 

 

sena italia 1730Sena - Itália
Ano de 1730

Na Basílica de São Francisco, em Sena, foram jogadas no chão 223 hóstias consagradas, por ladrões que roubaram a igreja. Foram achadas entre as esmolas
e outros papéis. Guardadas não se estragaram. A partir de 1914 foram feitos exames químicos que comprovaram pão em perfeito estado de conservação.

 

 

legnica poloniaLegnica – Polônia

Recentemente, na Polônia, temos o mais novo milagre Eucarístico aprovado pela Igreja.

Este é o caso milagroso anunciado nesta semana por dom Zbigniew Kiernikowski, bispo da diocese polonesa de Legnica:

"Em 25 de dezembro de 2013, durante a distribuição da Sagrada Comunhão, uma hóstia consagrada caiu ao chão e foi logo recolhida e depositada em um recipiente cheio de água (vásculo). Pouco depois, apareceram manchas de cor vermelha. O então bispo de Legnica, dom Stefan Cichy, estabeleceu uma comissão para analisar o fenômeno. Em fevereiro de 2014, um pequeno fragmento vermelho da hóstia foi separado e depositado em um corporal. A comissão ordenou a extração de amostragem a ser submetida a análises rigorosas por institutos reconhecidamente sérios. O anúncio final do Departamento de Medicina Forense (*) declara:

Na imagem histopatológica verificou-se que os fragmentos de tecidos contêm partes fragmentadas de músculo estriado transversal (...). O conjunto (...) se assemelha ao músculo cardíaco ao sofrer alterações que aparecem com frequência durante a agonia. Os estudos genéticos indicam a origem humana do tecido.

Em janeiro deste ano, apresentei a questão à Congregação para a Doutrina da Fé, no Vaticano. Hoje, conforme recomendado pela Santa Sé, ordenei que o vigário paroquial Andrzej Ziombro preparasse um local adequado para a exposição da relíquia, a fim de que os fiéis possam manifestar a sua adoração de modo apropriado".

(*) Os primeiros exames foram feitos pelo Departamento de Medicina Forense da Universidade de Wroclaw, em janeiro de 2014, e exames adicionais foram realizados também pelo Departamento de Medicina Forense da Universidade Médica Pomerana de Szczecin. Foi este último que emitiu o parecer citado pelo bispo.

Este milagre do Corpo e Sangue de Cristo na Eucaristia se torna assim um dos vários cientificamente comprovados e oficialmente reconhecidos ao longo da história da Igreja.

Graças e louvores se dêem a todo momento: ao Santíssimo e Digníssimo Sacramento

Padre Tiago Roney Sancio
Vigário Paroquial (Jul/2015 - Nov/2016)