Conversão diária: Um Convite do Senhor para vivermos bem a Quaresma!

Entre as várias "pérolas de sabedoria", que nos últimos dias, muitos de vocês estão ouvindo, há um conselho para não viver de aparências, mas abrir o coração à novidade do Evangelho: ao Amor puro e verdadeiro. E fazendo as escolhas sob a luz da Palavra, vamos experimentando o Tempo Quaresmal como um convite à mudança de conduta.

Quaresma é um tempo favorável e precioso para animar em nós o dom do Batismo, tesouro da graça que nos capacita a crescer como discípulos de Jesus crucificado e ressuscitado. É quando escolhemos andar com Ele no longo caminho da Cruz, a escola do Senhor, descobrindo assim a manifestação do amor de Deus.

Quaresma é o tempo para escutar a Palavra de Deus, especialmente as leituras propostas nos domingos, levando-nos a redescobrir a graça do Batismo. Pela Palavra tomamos consciência de que Cristo nos amou e se entregou por nós. Essa Verdade, meditada e assimilada, deve gerar em nós a oração, porque, neste tempo, Deus vem rezar conosco no silêncio do coração: “Tu, porém, quando orares, vai para teu quarto e, após ter fechado a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto. ” (Cf, Mateus 6,6).

Quaresma é tempo de jejum! É útil oferecer algum sinal concreto (possivelmente diário) num treino para vivermos como o senhor, renunciando então todo o individualismo, parando de querer unicamente o ganho pessoal, saindo assim do centro do mundo e fazendo-se pequeno como Cristo se fez. Por meio do Jejum, somos convidados a vencer o corpo e seus desejos, deixando reinar em nós o espírito de pequenez e humildade.

O resultado do homem novo, reconciliado consigo mesmo e com os outros, fruto da conversão quaresmal, é manter o coração puro, onde Deus faz morada, sendo Ele a própria fonte de alegria. Este Tempo é a oportunidade de voltar sem medo para Deus e para o convívio com o próximo.

Ajude-nos, a Virgem Maria, Senhora da Penha, a percorrer este tempo favorável, com o coração aberto aos desígnios de Deus. Maria, Mãe da Misericórdia, ajudai-nos a ser misericordiosos e pequenos aos olhos de Deus. Neste tempo de graça, desejo acompanhá-los com minhas orações e bênçãos!

Padre Diego Carvalho
Pároco